logo-site-fenapestalozzi (ok)

PONTO DE PARTIDA: FAÇA PARTE DO PROJETO DA ASID BRASIL QUE BUSCA CONHECER A REALIDADE DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA NO BRASIL

Suas doações fazem a maior diferença para nós!

A ROSA

Suas doações fazem a maior diferença para nós!

I JOGOS PARAESPOTIVOS

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

PONTO DE PARTIDA: FAÇA PARTE DO PROJETO DA ASID BRASIL QUE BUSCA CONHECER A REALIDADE DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA NO BRASIL

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A ASID Brasil (Ação Social para Igualdade das Diferenças do Brasil) está realizando uma campanha para incentivar que pessoas com deficiência respondam até o dia 20 de dezembro a Consulta Nacional Agentes da Inclusão. O projeto foi criado para descobrir o que é realmente prioridade na vida de pessoas com deficiência (PcD) em todo o país.

 

Os dados obtidos por meio de formulário on-line ajudarão a definir caminhos e soluções para a construção de uma sociedade mais inclusiva. Familiares, amigos e pessoas próximas à causa também são convidados a participar da pesquisa. A Consulta Nacional Agentes da Inclusão faz parte do Projeto Ponto de Partida, realizado pela ASID Brasil, e se divide em três pilares: compreender, compartilhar e acelerar novos projetos e inovações sociais com embasamento. Ao compilar dados e pesquisas pré-existentes no contexto de oportunidades de inclusão social da pessoa com deficiência no Brasil será possível entender o panorama socioeconômico do país, o que será o Ponto de Partida para gerar um relatório digital, acessível e replicável com foco na chamada para ação. “O Ponto de Partida é inspirado em outros projetos de mapeamento local, tanto da ASID como outros grandes institutos do setor e teses de impacto social.

 

Após termos esses dados compilados, é preciso fazer uma validação com o público-alvo por meio do compartilhamento dos relatórios e encontros de discussão coletiva, e a partir daí iniciar a articulação com os três setores encaminhando ações da ASID e oportunidade de parcerias. Queremos incentivar as instituições do setor a divulgar essa pesquisa, que vai ser benéfica para todo o país, pois teremos uma ampla visão do cenário da inclusão no Brasil por quem mais importa: as pessoas com deficiência”, explica Leonardo Mesquita, líder do Projeto e responsável pelo setor de Inovação Social e Redes da ASID Brasil. Campanha “Eu faço parte” Incentivando Instituições e ONGs a divulgarem a pesquisa a ASID Brasil criou um card em que as instituições que se propõem a divulgar junto ao seu banco de dados, site e redes sociais poderão se somar ao projeto incluindo sua logomarca nos cards disponíveis. A proposta é justamente valorizar estes agentes da inclusão colocando-os lado a lado com todos os investidores que apoiam a ASID e podem também lançar um olhar a estas instituições que são fundamentais nesse processo. Para participar, basta inserir no espaço destinado aos apoiadores o seu logotipo via instagram (stories) ou por meio de Canva ou software similar de preferência utilizado pela instituição.

 

Na divulgação, pedimos para inserir o link direto da pesquisa incentivando os participantes a também fazerem o mesmo, criando uma corrente em prol das PcD no Brasil. Nas redes sociais, participantes também são incentivados a marcar a @asidbrasil para que ela possa replicar essas divulgações dando também visibilidade às instituições que aderiram à campanha. “É uma forma de realmente valorizar estas instituições, pois estamos alinhados no mesmo propósito de buscar uma sociedade mais inclusiva. Para nós, o mais importante, é saber que estamos juntos criando uma rede de apoio que vai nos ajudar a entender em quais áreas a pessoa com deficiência sente que está carente de inovação, de apoio e de um olhar mais atento e empático”, justifica Mesquita, da ASID Brasil. Escuta com beneficiários Em 2020, famílias de pessoas com deficiência se cadastraram em uma campanha da ASID para doação de cestas básicas. Neste cadastro, a organização tentou compreender mais sobre o perfil dessas famílias.

 

Entre as prioridades identificadas, estavam a preparação de profissionais do setor público; mudanças na educação; acesso a informações; e maior sensibilização da sociedade. “O resultado dessa consulta de 2020 não é uma conclusão ou um censo. Porém, é um indicativo de que há, sim, pessoas em vulnerabilidade e são números relevantes a serem explorados. Mesmo fora de um contexto de vulnerabilidade social, percebemos que há grande parcela da população sem acesso a oportunidades de inclusão. Por isso estamos agora fazendo essa consulta a nível nacional e não somente com beneficiários da ASID, o que chamamos de Ponto de Partida”, conclui Leonardo Mesquita. Bússola de oportunidades Na consulta on-line, os participantes poderão responder a pesquisa com base em uma ‘bússola’ utilizada em encontros com beneficiários da ASID. Com escala de 0 a 3, sendo que 0 significa um cenário de total exclusão e três de total inclusão de acesso a oportunidades.

 

São questões como o grau de dificuldade em acessar serviços, benefícios e direitos, percepções sobre renda e escolaridade, serviços prioritários e urgentes, rotinas e redes de apoio. Ainda, é possível compartilhar ideias de soluções. O tempo para preenchimento da consulta é de aproximadamente cinco minutos. A Consulta Nacional Agentes de Inclusão, que pode ser acessada até o dia 20 de dezembro no link asidbrasil.org.br/ponto-partida, é dividida em três etapas, sendo a primeira para dados pessoais e demográficos, a segunda para informações sobre inclusão social e, por último, sobre a política de utilização de dados e privacidade. Além de apoiar na construção de soluções inclusivas, os respondentes irão receber de forma prioritária os resultados e análises da pesquisa, além de convites para participar de eventos virtuais da ASID Brasil de forma antecipada, sendo respeitados todos os protocolos da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Organizações sociais que queiram apoiar a consulta poderão ter suas marcas vinculadas ao projeto. “Esse é apenas um ponto de partida, teremos uma grande jornada ainda pela frente. Nossos agentes da inclusão, os participantes dessa primeira campanha, irão nos apoiar na construção de soluções inovadoras ao longo do próximo ano. Irão receber de maneira prioritária os materiais e primeiras conclusões do projeto por e-mail ou acessando nosso site. Ainda, vamos organizar encontros coletivos para a discussão de ideias de soluções. Nossos agentes da inclusão terão um papel fundamental nessas definições. É o lema ‘Nada sobre nós sem nós, colocado em prática’.

 

É importante ressaltar nossos cuidados com a proteção de dados. Estamos seguindo a LGPD e nenhum dado pessoal será publicado. Todas as nossas conclusões respeitarão a anonimidade dos respondentes”, complementa Mesquita, da ASID Brasil. Todos que participarem da pesquisa nacional receberão um certificado de Agente da Inclusão – ASID Brasil, que poderá ampliar a representatividade aos seus grupos, organizações e movimentos.

 

Dúvidas sobre a pesquisa podem ser enviadas para leonardo@asidbrasil.org.br. Na prévia da Consulta, até o momento pouco mais de 100 registros foram identificados sendo mais da metade do sexo masculino e de moradores dos Estados de São Paulo, Paraná, Alagoas e Rio de Janeiro, respectivamente. Entre os temas mais reivindicados pelos respondentes sobre os caminhos para uma sociedade mais inclusiva foram citados oportunidade, respeito e empatia. Sobre a ASID Brasil A ASID é uma organização social voltada à construção de uma sociedade inclusiva por meio de projetos de responsabilidade social, como voluntariado, inclusão no mercado de trabalho e desenvolvimento de gestão de organizações parceiras. Com mais de dez anos de atividades, tem mais de 100 mil pessoas impactadas e mais de 7 mil voluntários. A ASID também possui reconhecimento a partir de prêmios de empreendedorismo social nacionais e internacionais, como o Melhores ONGs Época,United People Global, e o Prêmio Viva Idea como melhor solução de impacto coletivo da América Latina e está sempre preocupada em participar de projetos de discussão sobre o tema e articulações internacionais, como o Fórum Internacional para Inclusão no setor da Saúde, organizado pela OMS, e o World Data Forum, da ONU, ambos realizados em 2021.

 

Mais informações, acesse www.asidbrasil.org.br

Serviço: Consulta Nacional Agentes de Inclusão – Projeto Ponto de Partida Asid Brasil

Até 20 de dezembro de 2021

Formulário disponível em: https://asidbrasil.org.br/ponto-partida

Dúvidas e informações: leonardo@asidbrasil.org.br (41) 998734-0232

Contato para imprensa: DePropósito Comunicação de Causas

Jéssica Amaral – 41 98824-3994

Silvia Valim – 41 99177-0010

imprensa@depropositocomunica.com

 

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp